Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Vento...

Minha Voz é um vento Douglas Germano (05.17)
Minha voz pode ser afago em cantoria, um sopro de mãe ninando a cria, uma brisa morna da Bahia Minha voz é rodamoinho pra quem sai da raia. Bate porta, quebra louça e levanta a saia, vento de Yansã quem vai domar? Rajada no tempo Chio de eruexim chacoalha o bambu e devolve pra tu o que jogas pra cima de mim Mas se és de bondade, eu tenho um canto pra te dar e toda a maldade, o vento vai carregar Que eu tenho um tufão nesse meu coração que me tira do chão pra eu cantar
FIM: Vento de Yansã quem vai domar?

Últimas postagens

Exu

Para Francineth...

Meus afetos só tem vez...

Um pranto pra desabafar...

Saiu para pescar...

Metrô Anhangabaú

Dia 20.07.18 no Sesc Belenzinho

Ensaio

CREDO!!!

O que se cala