7 de fevereiro de 2011

ESQUENTA

Acho isso aqui uma beleza.
Fiquem atentos quando o vídeo chegar em 02:16min.



Viva Silvinho, essa bateria de Marçal!
Saudade das transmissões da Manchete que permitiam estes momentos. A gente podia ouvir, curtir, sem interferências de gente mal informada falando mais que rádio.
Saudades do Pamplona também.


Chega, muito sentimental este post.

Destaque: No comecinho do vídeo, vê-se Mauro Duarte encostado no carro de som.

Um comentário:

Anônimo disse...

Qualquer semelhança entre Silvinho e Mestre Divino é mera coincidência.