28 de maio de 2007

TUDO É UMA QUESTÃO DE REFERÊNCIA 24/03/2005



Dei aulas em lugares onde a molecada soltava pipa, fazia rachão no campinho, peão, bola de gude etc. Quando fazíamos alguns exercícios de sonoplastia para o teatro, a molecada deitava e rolava, pois tinham uma observação sobre o ambiente muito aguda e na maioria das vezes acrescentavam detalhes sonoros muito precisos aos exercícios.
Dando aula em uma escola de educação infantil, classe A+, no bairro do Morumbi, onde a garotada vive presa em apartamento e só anda de carro,deparei-me com Gabriela. Anjo de 3 anos de idade. Aplicando exercícios de percepção, fiz com grãos de feijão e uma pele de 18”, o som das ondas do mar. A garotada ficou com uma carinha curiosa e em silêncio. Pra estimular, perguntei:
Onde é que tem peixe?
Gabriela atacou sem pestanejar:– No restaurante!

Nenhum comentário: